8 de setembro de 2009

Inferno Astral


Tudo vai bem, sua vida, emprego, família, parceiro(a), filhos.
Um dia simplesmente acontece alguma coisa de ruim, como, por exemplo, perder o emprego...
Isso acarreta uma série de outros fatos que te desestabilizam totalmente.
Quando você para pra ver, se depara com uma situação de caos total onde não acha apoio em nada e em ninguém, tudo desanda e desaba.
Casos que incluem até morte de parentes, sejam repentinas ou já esperadas, infelizmente.
Parece que tudo está dando errado na sua vida e nisso você desequilibra e acaba se deixando levar pelo que foi chamado, pela colaboradora deste texto, de Inferno Astral.
Nome não de exato significado, mas com grande força de expressão, que é a intenção.
Eu já passei por um ou mais momentos assim em minha vida, a minha colaboradora também disse que passou e assim foi com várias pessoas que conversei.
Todos têm algum momento na vida, ou mais, em que achou que não aguentaria continuar andando, mas hoje estão aí, firmes e fortes.
Pessoas que não conseguem lutar contra este mal acabam se punindo de formas severas, inconscientemente, seja entrando em depressão ou desenvolvendo doenças que acabam sendo apenas de fundo emocional.
Sabem o texto “Distúrbios Mentais” também escrito por mim? Mais ou menos aqueles problemas que acabam sendo gerados por um descontrole emocional causado por traumas ou épocas em que nada vem dando certo.
A mente é uma incógnita muito grande que acaba se auto-flagelando para demonstrar a necessidade que tem de superar os problemas, mas de forma não razoável pode levar a loucura, literalmente falando.
Quando perceber que está desanimando, tudo tem dado errado, um parente faleceu ou amigo próximo, sua empresa te demitiu, não se preocupe, pois isso é uma fase.
Erga a sua cabeça, olha para frente e continue caminhando, pisando firme com um sorriso no rosto.
Continue sendo você mesmo e não pense que uma mudança radical pode acabar estragando tudo ainda mais, pois, às vezes, é disso que você precisa.
Agradeço a atenção e espero que todos consigam lidar com seus “Infernos Astrais” de maneira calma, feliz e simplesmente vivendo a vida!

Colaboradora: Lilian Martins!
Postar um comentário